O PROJETO DE REFORMA AGRÁRIA QUE DEU ORIGEM A CIDADE DE ALTA FLORESTA: uma visão sociológica

  • Renato Fabris fadaf
  • Sérgio Zufino da Silva
  • Dakari Fernandes Tessmann

Resumo

O presente artigo tem como objetivo discorrer sobre a função social da propriedade tendo como espaço o Município de Alta Floresta - MT. O modelo adotado pelo Estado transferindo ao particular o poder de realizar a colonização de grandes áreas é compreendido como um equívoco que permitiu a formação de cidades a um alto custo ambiental e social causador dos colonos e da formação de mitos. A origem dessas cidades, inclusive, da Alta Floresta se deve a pressão pela reforma agrária nas regiões mais adensadas e o interesse da ocupação e desenvolvimento do Estado. O presente artigo apresenta Alta Floresta, mas poderia ser uma das muitas cidades mato-grossenses criadas a partir desse modelo de exploração. No decorrer do estudo se fazem registros históricos para que se compreenda a dimensão legal, mas também o contexto social que envolveu as ações do Setor Privado e a atuação do Poder Público. As fontes são bibliográficas e as entrevistas de sujeitos que vivenciaram o processo.

Publicado
2018-11-27
Como Citar
FABRIS, Renato; SILVA, Sérgio Zufino da; TESSMANN, Dakari Fernandes. O PROJETO DE REFORMA AGRÁRIA QUE DEU ORIGEM A CIDADE DE ALTA FLORESTA: uma visão sociológica. Judicare, [S.l.], v. 13, n. 2, p. 1-16, nov. 2018. ISSN 2237-8588. Disponível em: <http://www.ienomat.com.br/revista2017/index.php/judicare/article/view/80>. Acesso em: 18 jan. 2019.
Seção
Direito Agrário