DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL NO BRASIL

  • Daniel Biachini Serafin FADAF
  • Wilton Machado
  • Bruna Ramos Vieira

Resumo

O mundo se desenvolveu a partir de descobertas casuais ou de pesquisa. Na medida em que se chegou à ciência, passou-se a haver uma simbiose entre a descoberta ou inovação e a utilização na indústria. O número de descobertas, a qualidade, a intensidade e o local e seus criadores se tornaram múltiplos, a complexidade das entidades e da própria sociedade tornou-se fundamental para a proteção dos seus autores e investidores e, por isso, a legislação brasileira veio a oferecer legalidade, em consonância com aquilo que é desenvolvido e protegido nos demais países em que também são signatários. Este artigo pode contribuir para iluminar aspectos que podem se encontrar nebulosos e, por outro lado, através da discussão, a produção de novos conhecimentos e alternativas para a proteção da propriedade industrial no Brasil. Vale ressaltar que o presente trabalho utilizou-se do método dedutivo, desenvolvido por intermédio de pesquisas bibliográficas, revistas e artigos científicos, tendo como primordial objetivo garantir segurança e proteção ao titular da propriedade industrial e finalmente incentivar a pesquisa no país.

Publicado
2020-12-02
Como Citar
SERAFIN, Daniel Biachini; MACHADO, Wilton; VIEIRA, Bruna Ramos. DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL NO BRASIL. Judicare, [S.l.], v. 15, n. 1, p. 62-73, dez. 2020. ISSN 2237-8588. Disponível em: <http://www.ienomat.com.br/revista/index.php/judicare/article/view/124>. Acesso em: 16 jan. 2021.
Seção
Direito Civil